ADJETIVO Palavra que caracteriza o substantivo, atribuindo-lhe qualidades, estado ou lugar de origem.

ADJETIVO
Palavra que caracteriza o substantivo, atribuindo-lhe qualidades, estado ou lugar
de origem.
Exemplo:


•Menino estúpido
•Trânsito confuso
•Cidadão brasileiro
Classificação dos adjetivos
simples - quando formados por um só radical.
Exemplos: alegre, sincero, etc.
compostos - formado por mais de um radical.
Exemplos: franco-espanhol, verde-amarelo, azul-marinho.
primitivos - são os adjetivos que não derivam de outra palavra.
Exemplos: pequeno, triste, grande, etc.
derivados - são os que derivam de outra palavra. Podem derivar de um verbo ou
substantivo.
Exemplos: durável (do verbo durar) , carnavalesco (do subst. Carnaval).
Adjetivos Pátrios
São aqueles que servem para designar a nacionalidade ou lugar de origem de
alguém ou de alguma coisa.
Relação de alguns adjetivos pátrios.
Bragança bragantino
Cairo cairota
Chicago chicaguense
Croácia croata
Terra do fogo fueguino
Três Corações tricordiano
Buenos Aires portenho,
buenairense
Jerusalém hierosolimita
Manaus manauense
Rio de Janeiro (Est.) fluminense
Rio de Janeiro (Cid.) carioca
Salvador soteropolitano
Amapá amapaense
Belo Horizonte belo-horizontino
João Pessoa pessoense
Marajó marajoara
Espirito Santo capixaba
Florianópolis florianopolitano
Rio Branco rio-branquense
São Luis sãoluisense
Ribeirão Preto riberopretano
Locução Adjetiva
É a reunião de duas ou mais palavras com o significado de um único objetivo.
Exemplos:
amor de mãe (amor materno),
água do rio (água fluvial)
Algumas locuções adjetivas principais
de anjo angelical
de bispo episcopal
de cobra viperíno
de abelha apícola
de cavalo eqüino ou
hípico
de boca bucal
da chuva pluvial
de céu celeste
de aranha aracnídio
de leite lácteo
sem fim infindável
de umbigo umbelical
de mestre magistral
FLEXÃO DO ADJETIVO
Quanto ao gênero, os adjetivos podem ser:
UNIFORMES: possuem apenas uma forma, que se aplica tanto a substantivos
masculinos como a substantivos femininos:
O homem feliz A mulher feliz
O interesse comum A causa comum
O mês anterior A semana anterior
BIFORMES: possuem duas formas: uma para o masculino, outra para o feminino:
O menino brincalhão A menina brincalhona
O professor inglês A professora inglesa
O homem corajoso A mulher corajosa
O gênero da maioria dos adjetivos biformes é formado pelas mesmas regras de
flexão do substantivo:
O garoto ativo A garoto ativa
O homem
sofredor
A mulher
sofredora
O menino
português
A menina
portuguesa
O homem cristão A mulher cristã
O pai chorão A mãe chorona
O técnico espanhol A técnica espanhola
O arroz cru A carne crua
Há, porém, alguns adjetivos que não seguem estas regras:
O homem
ateu
A mulher
atéia
Rapaz plebeu Moça plebéia
Menino judeu Menina judia
Homem mau Mulher má
NÚMERO DO ADJETIVO
PLURAL DOS ADJETIVOS SIMPLES
O adjetivo simples varia em número para concordar com o substantivo a que se
refere. Em geral, os adjetivos fazem o plural seguindo as mesmas regras do
substantivo:
Menina bela Meninas belas
Menino gentil Meninos gentis
Leão feroz Leões ferozes
Criança amável Crianças amáveis
Homem são Homens sãos
Homem trabalhador Homens trabalhadores
Pessoa jovem Pessoas jovens
PLURAL DOS ADJETIVOS COMPOSTOS
Regra geral:
Apenas o último elemento do adjetivo composto é flexionado.
- Olhos castanho-claros
- Peles castano-claras
- Problemas sul-africanos
- Pesquisas político-sociais
- Artes greco-romanas
- Saias verde-escuras
- Relações franco-espanholas
- Tratados anglo-frances
- Escolas médico-cirúrgicas
- Poemas lírico-dramáticos
- Comemorações cívico-religiosas
- Conflitos russo-americanos
• São exceções:
Casacos azul-marino
Blusas azul-celeste
Surdo-mudo: flexão nos dois elementos
Meninos surdos-mudos
• São invariáveis os adjetivos compostos referentes a cores, quando o segundo
elemento da composição é um substantivo:
Blusas amarelo-limão
Gravatas verde-garrafa
Calças azul-pavão
Vestidos branco-gelo
Meias azul-turquesa
Saias verde-musgo
Esmaltes vermelho-sangue
GRAU DO ADJETIVO
O adjetivo pode apresentar-se em dois graus: comparativo e superlativo
GRAU COMPARATIVO
Quando se estabelece a comparação:
• De uma mesma qualidade entre dois seres:
A moça era tão gorda quanto a sua irmã

1o ser uma qualidade 2o ser
• De duas qualidades num mesmo ser:
A moça era tão bonita quanto delicada

um ser 1a qualidade 2o qualidade
O grau comparativo pode ser de:
IGUALDADE
Tão + adjetivo + quanto (como)
O menino é tão inteligente quanto sua irmã.
SUPERIORIDADE
Mais + adjetivo + (do) que
O menino é mais inteligente que sua irmã.
INFERIORIDADE
Menos + adjetivo + (do) que
O menino é menos forte que seu irmão.
Notas:
Expressa-se o grau comparativo de superioridade dos adjetivos bom, mau,
pequeno e grande com as palavras:
Melhor (mais bom) Pior (mais mau)
Menor (mais pequeno) Maior (mais grande)
Quando são comparadas duas qualidades de um mesmo ser, pode-se usar as
expressões mais bom, mais mau, mais pequeno mais grande.
Exemplos:
Ele é mais bom do que agressivo
Ele é mais pequeno do que magro
GRAU SUPERLATIVO
O grau superlativo pode ser:
Relativo: quando a qualidade de um ser é intensificada em relação a um conjunto
de seres:
Era a mais alta das irmãs.

um ser qualidade conjunto de seres
Essa relação pode ser de:
• SUPERIORIDADE: o (a) mais + adjetivo + de (dentre)
Aquele aluno é o mais inteligente da classe

um ser conjunto de seres
• INFERIORIDADE: o (a) menos + adjetivo + de (dentre)
Aquele aluno é o menos inteligente da classe

um ser conjunto de seres
Absoluto: quando a qualidade de um ser é intensificada sem relação com outros
seres:
É altíssima

um ser uma qualidade
O grau superlativo absoluto apresenta-se nas formas:
Analítica: a intensificação se faz com o auxílio de palavras que dão idéia de
intensidade (muito, extremamente, etc.)
O aluno é muito inteligente
Sintética: a intensificação se faz por meio de acréscimo de sufixos (íssimo, rimo,
imo)
O aluno é inteligentíssimo.
Nota: também o grau superlativo dos adjetivos bom, mau, pequeno e grande
expressa-se com palavras especiais:
Superlativo Superlativo absoluto
relativo sintético
O melhor ótimo (bom)
O pior péssimo (mau)
O menor mínimo (pequeno)
O maior máximo (grande)
Alguns superlativos absolutos sintéticos:
Ágil - agílimo Livre - libérrimo
Agradável - agradabilíssimo Magro - macérrimo
Amargo - amaríssimo Maléfico - maleficentíssimo
Amigo - amicíssimo Miserável - miserabilíssimo
Áspero - aspérrimo Miúdo - minutíssimo
Audaz - audacíssimo Negro - nigérrimo
Benéfico -beneficentíssimo Nobre - nobilíssimo